Sobre o Programa TODAS in-Rede

O PROGRAMA

TODAS in-Rede

O Programa TODAS in-Rede foi desenvolvido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo com o objetivo de incidir na promoção de empoderamento e emancipação das mulheres com deficiência do Estado de São Paulo, visando a favorecer a melhoria da qualidade de vida e inclusão social.

Descrição: banner com fundo em branco, na parte superior, um retângulo com a cor preta e escrita em branco: MULHER COM DEFICIÊNCIA. Quatro quadros verticais ilustram a imagem. O primeiro, com detalhes em roxo, com as informações nessa ordem: Trabalho, renda e autonomia financeira; Cursos de Empreendedorismo; Divulgação de vagas de trabalho e Incentivo à escolaridade. O segundo, com detalhes em azul, com as informações nessa ordem: Prevenção à violência; Cursos de formação para profissionais da Rede de Proteção e Rede de Apoio para atendimento das mulheres vítimas de violência. O terceiro, com detalhes em roxo, com as informações nessa ordem: Empoderamento, Autoestima e Liderança; Site TODAS in-Rede; Campanhas educativas nas redes sociais; Rede virtual de mulheres e Encontros informativos. O quarto, com detalhes em rosa, com as informações nessa ordem: Direitos Afetivos Sexuais e Reprodutivos; Cursos de formação para profissionais da Rede de Atenção à Saúde e Rede de Atendimento Acessível.

 

NOSSOS PILARES

Mulher negra com deficiência física está utilizando a cadeira de rodas enquanto escreve em uma mesa de madeira, fundo branco.

Início ao Trabalho e Renda

Pensando em ampliar o número de mulheres com deficiência no mercado de trabalho, o Programa TODAS in-Rede tem conexão com o Programa Meu Emprego – Trabalho Inclusivo, que promove a inclusão, permanência e desenvolvimento profissional de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, oferecendo qualificação profissional e empreendedora, Intermediação de mão de obra (Vagas de Emprego) e Emprego Apoiado.

Direitos Afetivos e Sexuais

Os relacionamentos afetivos, a sexualidade e o direito à maternidade fazem parte da vida da mulher jovem/adulta, e não é diferente às mulheres com deficiência. Levar informação a esse respeito e promover o empoderamento e resgate e a autoestima destas mulheres é um dos objetivos de nosso Programa.

Mulher branca com deficiência física utilizando cadeira de rodas mostra expressão de surpresa. Uma pessoa oferece um presente embalado com um laço vermelho a ela.
Uma mulher de costas encurvada em preto e branco demonstrando medo. O enfoque fica em uma mão fechada na frente.

Prevenção à violência

O número de mulheres com deficiência que sofrem violência é muito grande no Estado de São Paulo. Seja por falta de informação, por dependência afetiva ou financeira, o Programa TODAS In-Rede tem o objetivo de mudar este paradigma por meio da informação e empoderamento dessas mulheres.
Saiba mais »

Empoderamento e Liderança

Quando nos sentimos empoderadas, temos a capacidade de transformar nossas vidas. Historicamente, por muitos anos, o papel da mulher foi servir ao homem e cuidar dos filhos. Com a mudança deste papel, muitas mulheres hoje têm sua própria carreira profissional e, com isso, ganham independência financeira. Por meio do empoderamento, recuperação da autoestima com base no conhecimento de seus direitos, o Programa TODAS in-Rede pretende transformar o paradigma das mulheres com deficiência.

Pessoa em cadeira de rodas em um campo levanta os braços em sinal de vitória, atrás, o sol faz sombra na imagem.

ENCONTROS

Os encontros acontecerão em cinco regiões do Estado de São Paulo – SANTOS, SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, ARAÇATUBA E SOROCABA, com o objetivo de reunir mulheres com deficiência de cada território para discutir temas como:

Reconhecendo-se mulher – autocuidado e autoestima;

Gênero e violência;

Direitos afetivos e sexuais; e

Da invisibilidade ao Protagonismo.

Você pode acompanhar a agenda de nossos encontros e acessar informações sobre os encontros passados no link:

Parceiros

ALGUNS NÚMEROS IMPORTANTES

No Brasil, 13,53% da população geral são mulheres com deficiência.  No Estado de São Paulo, somam 1.710.601 56,86% do total das pessoas com deficiência. Destas mulheres, 54,7% possuem o ensino fundamental e apenas 0,37% estão no mercado de trabalho (DADOS IBGE, 2010).

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

No ano de 2019, foram registradas 4.761 ocorrências envolvendo mulheres com deficiência no Estado de São Paulo. Destas, 630 casos foram violência doméstica.

Por deficiência, o número de registros sofridos por mulheres com deficiência física representa 44%, seguida da intelectual (23%), auditiva (15%), visual (10%) e múltipla (0,7%). Quer saber mais sobre esses dados? Acesse: http://basededados.sedpcd.sp.gov.br/#gerais

/governosp
Cidadão SP
Skip to content