Trabalho

Trabalho

De costas, um homem sentado ao lado de uma mulher com cadeira de rodas, apoiados em uma mesa de madeira com um fundo de ambiente de escritório.
|Designed by Freepik|

A importância do trabalho na vida adulta

Nossa identidade pessoal na vida adulta é marcada pela escolha de nossa profissão ou trabalho que iremos exercer. Por meio do trabalho, adquirimos autonomia financeira, inteligência emocional e reconhecimento social.

Mas, e as pessoas com deficiência? Estudos e pesquisas mostram que às Pessoas com Deficiência o trabalho significa:

Melhora na qualidade de vida;

Melhora da autoestima;

Reconhecimento da família e sociedade;

Realização de sonhos;

Auxiliar no orçamento familiar;

Possibilidade de formação de novos núcleos familiares.

Lei Federal nº 8.213/91 (LEI DE COTAS)

Lei Federal nº 8.213/91 (LEI DE COTAS)

A Lei Federal nº 8.213/91 é popularmente conhecida como “Lei de Cotas” e tornou-se um dos maiores instrumentos de inclusão para pessoas com deficiência no mercado de trabalho. 

Com quase 30 anos de existência, a Lei de Cotas foi e continua sendo uma ferramenta importantíssima, para que milhares de pessoas com deficiência também tenham acesso ao trabalho formal com todos os seus direitos e deveres. A prática da Lei de Cotas levou muitas empresas a criarem setores de diversidade e inclusão, que ajudaram a minimizar as barreiras arquitetônicas, comunicacionais e atitudinais em nossa sociedade.  

Como funciona a Lei de Cotas?

A Lei 8.213/91, no artigo 93, reserva entre 2% e 5% de cargos de trabalho para pessoas com deficiência habilitadas e/ou beneficiários reabilitados, em empresas com mais de 100 empregados, nas seguintes proporções:

até 200 empregados – 2%;

de 201 a 500 – 3%;

de 501 a 1.000 – 4%;

1.001 em diante – 5%, sendo a dispensa do trabalhador reabilitado ou do deficiente habilitado, no contrato por prazo determinado de mais de 90 dias, e a imotivada, no contrato por prazo indeterminado, só poderão ocorrer após a contratação de substituto em condição semelhante.

QUER CONHECER A LEI? Acesse nossa Seção “Legislação ” »

Programa Meu Emprego Trabalho Inclusivo

Imagem cedida por Bruna Rodrigues durante expediente. Utilizando um uniforme azul e uma touca branca, óculos e crachá. Uma mesa de mármore à sua frente e paredes de azulejo vermelho.
Foto cedida por Bruna Rodrigues dos Santos

É um programa do Governo de SP que tem como objetivo promover a inclusão, permanência e desenvolvimento profissional de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Ações

Qualificação profissional e empreendedora:

Intermediação de mão de obra (Vagas de Emprego)

Emprego Apoiado

Para a pessoa com deficiência, o programa oferece mapeamento do perfil e habilidades funcionais, cursos de qualificação profissional e empreendedora, identificação de oportunidades de trabalho, compatibilização de vagas, laudo médico e funcional.

Para a empresa, o programa oferece busca ativa de candidatos com deficiência, apoio na definição das vagas de trabalho, encaminhamento e orientação, orientação para análise de funções, palestras de sensibilização e apoio (por meio da metodologia do emprego apoiado) ao processo de inclusão profissional.

O Trabalho Inclusivo está ancorado em seis ações:

Qualificação profissional e empreendedora

O Centro Paula Souza e o Sebrae oferecem cursos de qualificação profissional e empreendedora compatíveis com cada tipo de deficiência, com dois módulos: técnico e empreendedor.

Intermediação de mão de obra

Os Postos de Atendimento ao Trabalho (PAT) e os Polos de Empregabilidade Inclusivos (PEI) recebem as vagas de emprego das empresas e disponibilizam as oportunidades aos candidatos. Ainda realizam emissão de carteira de trabalho e habilitação do seguro-desemprego.

Emprego Apoiado

Os Polos de Empregabilidade, desenvolvidos pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, tem como objetivo apoiar a inclusão do candidato para aumentar a taxa de permanência e desenvolvimento profissional da pessoa com deficiência no mercado de trabalho. O Emprego Apoiado também oferece suporte às equipes de Recursos Humanos das empresas. No momento, o serviço está disponível na Capital e Região Metropolitana de São Paulo.

Busca ativa

Com o apoio das Secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e de Justiça, o Governo do Estado realiza uma busca ativa na captação de candidatos.

Entrevista profissional

A Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio dos Polos de Empregabilidade Inclusivos (PEI), orienta os candidatos ao mercado de trabalho e faz entrevistas individuais para o mapeamento das habilidades e perfis profissionais. No momento, o serviço é realizado na Capital e Região Metropolitana de São Paulo.

Habilidade profissional

Realização de avaliações médicas e de funcionalidades para análise específica das habilidades do candidato, recomendando as melhores funções e trabalhos, de acordo com suas aptidões. Neste ano, o objetivo é realizar um piloto para avaliações de pessoas com deficiência no IMESC e HC-SP.

O programa é realizado em parceria com seis secretarias: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Direitos da Pessoa com Deficiência, Desenvolvimento Social, Saúde, Educação e Justiça. Além disso, ainda conta com a participação do Centro Paula Souza, Sebrae, Hospital das Clínicas-SP e Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (IMESC).

Saiba mais sobre o Programa e cadastre seu currículo em: http://www.trabalhoinclusivo.com.br/


CURSOS OFERECIDOS » (17 MIL VAGAS DISPONÍVEIS NA CAPITAL E INTERIOR)

/governosp
Cidadão SP
Skip to content